Brasil

Número de homicídios em Itabuna cresceu 77,8%

Publicada em 04/12/18 às 10:05h - 81 visualizações

por Portal de Noticias Proeves


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Portal de Noticias Proeves)
Novembro em Itabuna foi de verdadeiro terror. A guerra cada vez mais forte entre as facções criminosas denominadas Raio A e Dmp fizeram com que o mês se tornasse o mais violento de 2018 junto com agosto. Neste mês de novembro, foram 16 assassinatos. No comparativo com o mês de novembro dos outros anos, este também foi o mais violento. Veja: 11 mortes em 2015; 14 em 2016 e 9 em 2017. Em novembro, 14 homens e 2 mulheres foram assassinados. Dois jovens de 12 a 18 anos foram executados e três bandidos tombaram em confronto. Os bairros mais violentos do mês foram: Sarinha 3 mortes. Mangabinha e São Caetano 2 mortes. Crimes de repercussão em novembro: o religioso Carlos Alberto, morto a tiros após sair de um culto com a namorada no bairro São Caetano – o motivo foi passional. Everlane, funcionária de uma padaria, vítima de bala perdida durante tiroteio entre policiais militares e bandidos da facção Dmp no bairro Daniel Gomes. Carlos (Chico Dance), morto a tiros próximo a Câmara de Vereadores no bairro Conceição. William (Gago), acusado de vários homicídios na Califórnia e adjacências, morto com mais de 20 tiros por um grupo de invasores no bairro Califórnia. Sandoval, cunhado do traficante Tica Tica do Dmp, que cumpre pena no presídio de segurança máxima de Serrinha, morto com mais de 70 tiros também por um grupo de invasores no bairro Banco Raso. José Júnior morto com mais de 50 tiros, no bairro Mangabinha, também por um grupo de invasores conhecido como a gangue do alicate.


Deixe seu comentário!

ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.







Nosso Whatsapp

 (73)98851-9555

Visitas: 331753
Usuários Online: 79
Copyright (c) 2018 - Portal de Noticias Proeves